Seguidores

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Braziron um investimento com grande potencial de retorno

Braziron um investimento com grande potencial de retorno
A crise  prolongada, desde 2008, criou incríveis anomalias na área mineral. São empresas de  mineração com grandes jazimentos minerais de qualidade, já certificados segundo os protocolos  Jorc ou 43-101, cujo valor de mercado são muito baixos: verdadeiras  barbadas com grande potencial de lucro.
Uma das  empresas que se destaca é a Australiana Braziron ltd , cujo maior acionista é o Grupo brasileiro Jacobi. A Braziron  cubou, recentemente, um jazimento de 447  milhões de toneladas a 25,3% de ferro na Bahia: a jazida do Urubu.
Urubu  tem uma logística excepcional, ficando apenas 10 km de rio navegável que dá  acesso à ferrovia e ao porto de Aratu e não tem problemas de concentração ou  elementos deletérios na composição do seu minério.

A  Braziron ainda tem outros jazimentos de grande expressão no Brazil, nas regiões  da Bahia e Pará, que deverão ser quantificados em breve, mas que poderão  facilmente dobrar os recursos já sondados. Até o momento o projeto Urubu é o  único que foi sondado em detalhe.
Para se  ter uma ideia do valor que a Braziron deveria ter no mercado é só compará-la com  uma empresa similar: por exemplo, a Centaurus Metals, outra empresa australiana  cujos jazimentos de ferro estão no Brasil.
A  Centaurus tem três jazimentos principais:
·         Jambreiro:  116Mt com 26,8% de ferro (60% do recurso é inferido)
·         Passabem:  39Mt com 31% Fe inferidos
·         Itambé:  10Mt com 36% Fe inferido
Ou seja  todos os três jazimentos da Centaurus Minerals perfazem apenas 37% de somente um  depósito da Braziron.
Um  investidor deveria imaginar que o valor de mercado da Braziron deveria ser, pelo  menos, 3 vezes maior do que o da Centaurus.
Na  realidade a Centaurus está hoje, apesar da crise tê-la afetado também, com um  valor de mercado 5 vezes maior do que o da Braziron ou, em outras palavras, as  reservas da Centaurus, que são três vezes menores, valem 15 vezes mais do que as  da Braziron.
Descontados os exageros e as particularidades de cada empresa torna-se óbvio que  a Braziron está imensamente desvalorizada, valendo menos do que o dinheiro que  ela tem na sua conta bancária.
Em suma  uma verdadeira barbada. Uma oportunidade que só crises como essa que estamos  atravessando propicia.

Publicado em: 28/8/2013 16:54:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário