Seguidores

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Diamantes: Braúna recebe licença prévia

Diamantes: Braúna recebe licença prévia
O kimberlito Braúna é um dos 22 corpos kimberlíticos descoberto pela De Beers na Bahia. Eles são hipoabissais do tipo 2 com flogopita de idade Proterozóica. A história mostra que esses kimberlitos passaram por várias empresas, que pouco fizeram para coloca-los em produção. A última a abandonar a área foi a Vaaldiam Resources.
Somente agora a Lipari Mineração está em vias de colocar em produção o Braúna 03 o maior dos 22 encontrados. A Lipari será a primeira mineradora de diamantes em rocha primária do Brasil e da América do Sul. Segundo os estudos o B3 tem 1.781.706 quilates de recursos indicados e 926.401 quilates inferidos. A empresa planeja produzir a partir de 2015, em mina a céu aberto, uma média de 225.000 quilates por ano.
No dia 25 a Lipari recebeu a LP, licença prévia que é a aprovação do estudo de impacto ambiental EIA/RIMA. A mina terá uma vida útil de 7 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário