Seguidores

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Horizonte Minerals recebe bons resultados de seu bulk sampling no Araguaia

Horizonte Minerals recebe bons resultados de seu bulk sampling no Araguaia




O projeto de níquel laterítico da Horizonte Minerals é uma história que data do início do século. A região havia sido trabalhada pela Rio Tinto e, em 2006, a Teck fez a primeira descoberta de um platô de laterita niquelífera onde hoje se desenvolve o projeto da mineradora .

O projeto evoluiu. Em 2010 foi adquirido pela Horizonte Minerals, uma junior listada nas bolsas de Londres e Toronto, que calculou, em 2011, um recurso inferido NI 43-101 de 76,6 Mt @1,35% Ni com créditos de cobalto.

Assim como a maioria dos jazimentos de níquel laterítico este projeto ficou, por anos, engavetado. O principal motivo era o preço do níquel que só decolou em 2009 e vem caindo desde então!



Os estudos de pré-viabilidade econômica mostram, para um cenário de produção de 2,7Mt por ano, um NPV8% de US$1.2 bilhões com um IRR de 21% para um preço do níquel de US$19.000/t.

Este estudo indicou, também, um break-even de US$14.060/t para o preço do níquel.

Este break-even, nos preços de hoje, parece muito alto e pode ameaçar a economicidade do projeto.

O preço do níquel na Bolsa de Londres, hoje, é de US$14.760/t...

Ou seja, com esses preços o projeto está no empate.

Os estudos metalúrgicos feitos pela Horizonte Minerals, feitos no Canadá, mostraram que o minério do Araguaia tem uma razão SiO2/MgO similar ao jazimento de Cerro Matoso da BHP. A Horizonte pretende, consequentemente, usar um processo de pirometalurgia que irá produzir um produto de ferroníquel (20% Ni – veja a foto) ao longo de 25 anos da vida útil da mina.

Concentrado de níquel e ferro 


Para confirmar os teores está sendo elaborado um estudo de bulk sampling (amostra de grande volume) onde furos verticais de grande diâmetro intersectam o minério e são analisados.

Os últimos resultados da Horizonte Minerals são muito alentadores: os teores de níquel variam entre 1,99% e 2,17% para intersecções de 12,45 a 13,95m.

Esta amostra de grande volume, com 200 toneladas, será processada em fevereiro na planta piloto do projeto.

Se os teores e recuperações forem confirmados esta área, possivelmente, será escolhida para o startup da mina.
e o início de 2011. Veja mais sobre o estudo de pré-viabilidade... 

PS= E COMO O BRASIL É RICO EM MINERIOS, E SÓ 80% DAS RESERVAS SÃO CONHECIDAS, VERGONHA NACIONAL, TEM MUITAS SERRAS PELADAS A SEREM DESCOBERTAS ETC...

Nenhum comentário:

Postar um comentário