Seguidores

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Uma péssima escolha!

Uma péssima escolha!



A falta de visão do Governo Dilma em escolher os seus representantes e expoentes é simplesmente notória.

Pelo menos metade dos eleitores do Brasil sonham com nomes representativos, fortes, que possam representar o país e o partido que bem (ou mal) gerencia a Nação.

A outra metade já não espera mais nada...

Mas a nossa Presidenta continua, sistematicamente, demonstrando uma total falta de sintonia com os anseios do povo, com os seus eleitores e com o mercado.

Foi com essa abissal falta de sensibilidade que ela aprovou para o Banco do Brasil um nome popular entre as páginas de escândalos, Anthony Garotinho, que obviamente derrubou as ações do BB assim que a sua nomeação foi publicada. A Presidenta, obviamente nada aprendeu e indicou um total desconhecido para o Ministério da Pesca. Desta vez foi o despreparado Helder Barbalho, um jovem político cujo maior patrimônio é o nome Barbalho, mas que, apesar da pouca idade, carrega no currículo muitas ações penais e a prefeitura da importante Ananindeua (você conhece?).

A lista de nomes inócuos, de políticos meia-bocas parece não ter fim.

Chega a ser ridículo como podem ser listados tantos “valores” elevados na menos 1...

Quem sabe isso não seja uma das poucas “virtudes” do PT da era Dilma.

Bons tempos em que víamos nomes realmente representativos que, no mínimo, despertavam o respeito do povo e do mercado. Podíamos até sonhar com uma administração digna...

Parece que a Presidenta se esmera em encontrar políticos despreparados para gerenciar pastas e empresas importantes.

O caso do Ministério de Minas e Energia é gritante. Veja a seguir e clique em continuar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário