Seguidores

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Dow Jones tem leve alta mas fecha em patamar recorde pela sexta sessão seguida

Dow Jones tem leve alta mas fecha em patamar recorde pela sexta sessão seguida

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017 20:32 ]
Por Noel Randewich
(Reuters) - O índice Dow Jones fechou em patamar recorde de alta pela sexta sessão consecutiva nesta quinta-feira, embora a alta tenha sido leve, enquanto o S&P recuou por causa do declínio das ações do setor de energia.
O índice Dow Jones subiu 0,04 por cento, a 20.620 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,09 por cento, a 2.347 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,08 por cento, a 5.815 pontos.
Foi um dia misto em Wall Street com os investidores absorvendo ganhos recentes e vendendo ações de bancos que foram os grandes ganhadores do rali do mercado que se seguiu à vitória de Donald Trump na eleição presidencial de 8 de novembro. Neste ano, o S&P 500 acumula alta de cerca de 5 por cento e o Dow Jones de 4 por cento.
Os sinais de melhora na economia e as promessas do presidente Donald Trump de reduzir os impostos corporativos e a regulamentação do sistema financeiro estiveram por trás de ganhos recentes. Agora, com a forte temporada de resultados do quarto trimestre quase encerrada, muitos investidores dizem que precisam de sinais concretos de Trump para justificar mais ganhos.
"Parte da emoção e entusiasmo com os resultados corporativos e as iniciativas de crescimento Trump está começando a mudar para eventos mais práticos, do dia a dia", disse Jeff Kravetz, diretor regional de investimento de Private Client Reserve do U.S. Bank.
O setor de energia recuou 1,37 por cento, acompanhando a queda nos preços do petróleo como os investidores pesando possíveis esforços renovados por grandes produtores de reduzir o excesso de oferta e os crescentes estoques dos Estados Unidos.
Os resultados do quarto trimestre das empresas que integram o S&P 500 subiram cerca de 7,3 por cento, a maior expansão desde o terceiro trimestre de 2014, segundo dados da Thomson Reuters. Os analistas esperam, em média, que o lucro das empresas do S&P 500 no primeiro trimestre cresça 10,7 por cento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário