Seguidores

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Tanzanita>> Familia(s) : silicatos, zoisita

Tanzanita

>> Familia(s) : silicatos, zoisita
Descobrir em foto :

  • Tanzanita da Tanzânia talha triangular
  • Grupo de cristais de tanzanita da Tanzânia
  • Cristal geminado de tanzanita da Tanzânia
  • Cristal de tanzanita da Tanzânia
  • Inclusões do tipo liquido à canais
Trata-se da variedade azul da zoisita.
Ela teria sido conhecida desde 1954, mas foi em 1967 que Manuel de Souza "descobre" esta gema, por acaso, em Arusha na Tanzânia. Fala-se logo na imprensa do "tesouro azul da Africa", fazendo referência aos grandes cristais semelhantes à safira. John Saul, geologo trabalhando in loco envia amostras à seu pai em Nova York que as leva ao célebre joalheiro Tiffany's que a batiza "tanzanita" pois a pronuncia em inglês de "zoisita" é muito proxima da palavra "suicidio"...e a lança sobre o mercado americano em 1968. Mas, segundo alguns, é o vice-presidente de um museu nova-yorquino, Henry Pratt, que a compra por acaso, em 1968, em Idar-Oberstein a identificando como uma variedade até então ignorada da zoisita. No inicio de sua formação, é a transformação entre 450°C e 700°C do vanadio que lhe da sua cor azul.
A tanzanita não é um mineral reconhecido pela Commissão Internacional de mineralogia para a qual ela é simplesmente a zoisita, proxima dos epidotos.
Nos anos 1990, "tanzanitas" ou melhor, zoisitas incolores, verdes, castanho-alaranjado foram descobertas, a variedade verde cromifera era chamada por engano "tanzanita verde".
A anzanita apresenta uma particularidade de mudar de cor conforme a luz : azul à luz do dia ela se torna violeta na luz incandescente.

Local de extração

Hoje a tanzanita somente é encontrada na Tanzânia, unicamente no norte do pais, ao pé do Kilimanjaro, na região de Arusha em Mererani, numa zona não ultrapassando os 10 km2 onde algumas minas o extraem numa rocha de grafite muito duro devendo ser pulverizado à dinamite, o que permite de fraturar frequentemente os grandes cristais.
A maior tanzanita encontrada até hoje pesa 126 quilates e seria estimada em torno de 500 000 I.
São os Masais que controlam à 95%, a extração e a revenda aos comerciantes instalados em Arusha e, curiosamente, eles são apaixonados somente por esta gema, ignorando rubis, granadas, diamantes...Muitos fizeram "fortuna" tendo motos, relogios de ouro, rebanhos, imoveis de relação na cidade pois eles são negociantes informados, inflexiveis.
As gemas são em seguida exportadas, em particular aos Estados Unidos, onde a venda de tanzanita é colocada justo depois da safira.

Utilização em joalheria

A pedra bruta não é geralmente de um belo azul puro, mas possui tonalidade azuladas, então ela é queimada à 600°C e a tonalidade azul que aparece é estavel, o marrom não sendo praticamente mais visivel.
Como as pedras possuem três aixos de cor - violeta, azul, marrom - o lapidario deve saber escolher aquele que e o mais favoravel pois conforme ele posicionar a mesa perpendicularmente ao eixo azul ou ao eixo violeta, a gema sera azul ou violeta...cada pedra tem uma tonalidade de cor que a personaliza. A azul-escura é a mais procurada.
A mais bela joia amoldada com a tanzanita seria um colar com cinco voltas pertencendo à atriz americana Elizabeth Taylor.
E é o joalheiro americano Tiffany's que principalmente contribuiu à divulgar esta gema sobre o mercado internacional.
A tanzanita é a pedra de aniversario do 24° ano de casamento.

Cuidado e precaução no cotidiano

Ela é sensivel aos acidos. Em compensação não a expor aoschoques, nem a arranhar. Lavagem com agua adicionada de liquido utilizado para lavar louças, enxaguagem e secagem rapido à temperatura ambiente.

Litoterapia cultural e historica

Poderosa, a tanzanita agiria com moderação, conveniente aos chacras superiores : garganta, terceiro olho, apice. A tanzanita estimularia a imaginação, a criação artistica, o talento literario, até o humor, facilitando a memoria, excitando a curiosidade. Ela seria benéfica para a vista, o ouvido, desenvolvendo as percepções extra-sensoriais e a intuição.

Imitações e tratamentos

Existem imitações em vidro assim como dublets comportam uma culatra em vidro e uma coroa de tanzanita, ou dois espinélios sintéticos incolores reunidos por um cimento azul. Claro também corindons sintéticos.Foi encontrado muito recentemente tanzanitas clara onde a cor é reforçada por um processo de difusão ao cobalto.
Na Tanzânia, cordieritas são oferecidas no lugar de tanzanitas. Existe também a forsterita sintética azul imitando bastante a cor da tanzanita.

Melhoramentos

O aquecimento moderado da tanzanita é aceitavel e considerado como uma fase de embelezamento que não destroi a estrutura interna da pedra. Sem aquecimento a tanzanita teria uma tonalidade marrom. Muito poucas tanzanitas não possuem esta tonalidade marrom sem a ajuda da fase de tratamento térmico

Pedras historicas e legendas

Conta-se que ha muito muito tempo, ao pé da mais alta montanha da Africa, o Kilimanjaro, um gigantesco fogo em vegetação por causas indeterminadas destroira imensos territorios habitados de grandes felinos. O incêndio apagado, os habitantes vieram constatar a extensão da destruição e notaram então que o solo da região de Mererani, recoberto de cinza, estava constelado de pedras de um azul fascinante com tonalidades roxas.
Era zoisitas que em seguida chamadas "tanzanitas" do nome do pais, a Tanzanita. Os Masais dizem que o solo produzira tanto que os grandes amimais medirão a Terra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário