Seguidores

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Trump se diz comprometido com segurança do Japão,

Trump se diz comprometido com segurança do Japão, numa mudança em relação à campanha

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017 19:34 BRST

Premiê japonês Abe e Trump em reunião na Casa Branca.  10/2/2017.   REUTERS/Jim Bourg

Abe disse que estava “totalmente consciente” da decisão de Trump de se retirar do acordo comercial multilateral, mas afirmou que Japão e EUA haviam acordado uma nova estrutura para o diálogo econômico.
"Eu estou bem otimista que bons resultados virão desse diálogo”, declarou ele, acrescentando que o Japão buscava regras comerciais comuns e justas na região.
Trump, que falou pelo telefone na quinta-feira com o presidente da China, Xi Jinping, também afirmou que considerava o programa nuclear da Coreia do Norte uma “prioridade muito, muito alta”, mas não deu indicações de como a sua abordagem seria diferente da do seu antecessor, Barack Obama.
Ele previu um panorama comercial equilibrado com a China logo.
DIPLOMACIA NA FLÓRIDA
Na visita a Mar-a-Lago, Trump usará pela primeira vez o seu refúgio na Flórida para fins diplomáticos. A ocasião também representa o maior intervalo de tempo que Trump vai passar com um líder estrangeiro desde que tomou posse no mês passado, e é a sua segunda reunião com um aliado chave depois da conversa com a primeira-ministra britânica, Theresa May, há duas semanas.
Trump recebeu Abe na Trump Tower no ano passado na sua primeira conversa com um líder estrangeiro depois da sua surpreendente vitória eleitoral em novembro.
O Japão tem se preocupado em relação ao que a estratégia “América Primeiro” de Trump significa para a política externa norte-americana na Ásia, e o que representa a decisão de sair da Parceria Transpacífico para os laços bilaterais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário