Seguidores

domingo, 19 de fevereiro de 2017

"Vejam o que aconteceu na Suécia", disse Trump. Só que não aconteceu nada

"Vejam o que aconteceu na Suécia", disse Trump. Só que não aconteceu nada

Donald Trump parece sugerir um incidente grave envolvendo refugiados na Suécia em discurso anti-imigração, mas aparentemente ninguém na Suécia está a par.



Donald Trump esteve este sábado num comício na Flórida onde discursou sobre os planos da sua administração para o reforço das medidas anti-imigração e, a meio da argumentação, sugeriu um incidente de que ninguém parece estar a par.
"Vejam o que está a acontecer na Alemanha, vejam o que aconteceu ontem à noite [sexta-feira] na Suécia. Na Suécia. Quem poderia prever isto? A Suécia. Eles acolheram em grande número. Estão a ter problemas que nunca acharam ser possível", alarmou, conforme cita o Huffington Post.
Não se percebe, até aqui, do que estará a falar o 45º presidente dos Estados Unidos mas as declarações seguintes, em que pedia para lembrar "o que aconteceu em Bruxelas", em Nice e em Paris, parecem indicar que falava de ataques terroristas, provavelmente com refugiados.
As reações não se fizeram esperar, principalmente da parte da Suécia. O ex-primeiro-ministro sueco Carl Bildt foi dos primeiros a questionar as declarações. "Suécia? Ataque terrorista? Que tem andado ele a fumar? Perguntas acumulam-se", escreveu no Twitter.
Esta é uma situação que encontra paralelo nas declarações feitas no início deste mês de fevereiro por uma mais próximas conselheiras de Donald Trump, Kellyanne Conway, que tentou justificar o decreto anti-imigração assinado pelo Presidente norte-americano fazendo referência ao massacre terrorista de Bowling Green - um ataque que nunca chegou a acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário