Seguidores

terça-feira, 4 de abril de 2017

Cobre opera em baixa, com liquidez comprometida por China

Cobre opera em baixa, com liquidez comprometida por China


Os futuros de cobre operam em baixa nesta manhã, com a liquidez ainda comprometida por um feriado na China e investidores aguardando indicadores dos EUA e outros eventos relevantes. Por volta das 7h55 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) caía 0,10%, a US$ 5.752,00 por tonelada.
Na Comex, divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para maio tinha ligeira baixa de 0,06%, a US$ 2,6020 por libra-peso, às 8h34 (de Brasília). Dados fracos de manufatura publicados ontem nos EUA geraram especulação de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) poderá não cumprir a previsão de aumentar juros três vezes ao longo do ano. Amanhã, o Fed divulga a ata da reunião de política monetária de março, quando seus juros foram elevados em 0,25 ponto porcentual.
Há expectativa também para a reunião dos presidentes dos EUA, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, a partir de quinta-feira, na Flórida. Já na sexta-feira, sai o relatório de emprego dos EUA, que tem forte influência nas decisões do Fed. Os negócios nos mercados de metais básicos continuam reduzidos em meio a um feriado de dois dias na China, que manteve os mercados locais fechados ontem e hoje.
Na Indonésia, a Freeport-McMoRan garantiu uma licença especial de exportação de oito meses para sua mina de Grasberg, interrompendo temporariamente um longo impasse com o governo do país. Enquanto isso, no Peru, funcionários da Southern Copper decidiram entrar em greve a partir do dia 10 de abril.
Entre outros metais básicos na LME, porém, os ganhos eram generalizados. No horário citado acima, o alumínio para entrega em três meses tinha alta marginal de 0,05%, a US$ 1.948,50 por tonelada, enquanto o chumbo avançava 0,04%, a US$ 2.287,50 por tonelada, o zinco ganhava 0,54%, a US$ 2.720,50 por tonelada, o níquel subia 0,25%, a US$ 9.845,00 por tonelada, e o pouco negociado estanho mostrava alta de 0,22%, a US$ 20.080,00 por tonelada.
Fonte: Dow Jones Newswires

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário