Seguidores

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Blockchain será usado no combate do comércio ilegal de Diamantes

Blockchain será usado no combate do comércio ilegal de Diamantes

                              

Blockchain será usado no combate do comércio ilegal de Diamantes

O Conselho Global sobre Blockchain (GBC) sediado em Dubai esta planejando ações para acabar ou pelo menos dificultar o “Comércio Ilegal de Diamantes” no mundo. Querem usar a tecnologia de negociação e comércio baseada em blockchain para poderem rastrear todo o fluxo do comércio de diamantes pelo mundo e ajudar a combater os diamantes ilegais, e com isso reduzir o seu uso no financiamento de atividades criminosas nas regiões produtoras de diamantes.
O GBC começou um projeto chamado Operação Kimberley, que pretende usar a tecnologia de blockchain para digitalizar a emissão e transferencia de certificados do Processo Kimberley usados no embarque de diamantes brutos no mundo todo. O sistema permitiria a coleta, transferência e armazenamento de dados comerciais e estatísticas fornecidos por cada país membro.
Para quem não conhece chamado “O Processo de Kimberley” é um esquema de certificação estabelecido que teve início em 2003 por meio de uma resolução das Nações Unidas, após uma série de relatórios que expuseram a relação entre o comércio de diamantes ilegais e o financiamento de conflitos. Atualmente, 81 países são membros do Processo de Kimberley. Esses membros asseguram que mais de 99% dos diamantes provêm de fontes sem conflito e que os recursos não são para financiar atividades criminosas.
No conceito parecido com o da Google (DeepMind Health) e os do Bext Holdings Inc (Bext360) os registros transportam a rastreabilidade do produto ou no caso do minério, diamante em sí. A vantagem é que aparentemente desde o diamante bruto o blockchain será criado, e todas as sub divisões, ou pequenas partes e trabalhos serão “sub” registros do registro mãe. Assim podemos saber toda a história e rastrear todos os passos de um simples diamante na vitrine de uma joalheria. Mas saindo dali a rastreabilidade acaba.
Digo isso porque o conceito é feito para o diamante em papel, a comoditie a ser negociada na bolsa de valores, ele segue em paralelo com o produto até os joalheiros ou interessados nesta comoditie em especial, mas uma vez que um comprador final, um cidadão comum como nós, compre o diamante seja aonde for ele perde a rastreabilidade.
Aqui mais esta um exemplo de como o Blockchain serve para a sociedade, são registros e desafios como esse que mostram o potencial do blockchain. O conceito é sólido e esta sendo adotado por muitos globalmente. Sugiro que estudem mais sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário