Seguidores

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Dono da maior safira do mundo sonha com venda milionária para ajudar pobres

Dono da maior safira do mundo sonha com venda milionária para ajudar pobres

"Nunca esqueci dos pobres, por isso gostaria de melhorar suas vidas", diz homem que encontrou a pedra preciosa e espera vendê-la por US$ 300 milhões



A maior safira do mundo foi encontrada em Sri Lanka  e pode ser vendida por US$ 300 milhões (Foto: Reprodução/CNN)
A fama planetária adquirida pela "maior safira do mundo" estimulou seu dono, natural do Sri Lanka, a tentar vendê-la por "US$ 300 milhões", um sonho com o qual espera ajudar a combater a pobreza em seu país.
"Esta é uma oportunidade que só se tem uma vez na vida. Todos me disseram que nunca uma pedra tinha trazido tanta fama a este país. Estou muito agradecido e feliz", disse à Agência Efe o dono da pedra preciosa, que por "segurança" prefere manter o anonimato.
"Me preocupa a segurança, não quero ser conhecido como o dono da maior safira do mundo", reconheceu este homem de negócios.
O proprietário acredita que este é o "momento ideal para vender" a safira, devido tanto à fama como ao fato de que para um comprador trata-se de um valor seguro dentro da instável conjuntura internacional.
Além disso, ele garantiu que poderá fazer mais por seu país com o dinheiro que ganhar com a pedra.
"Nunca esqueci dos pobres, por isso gostaria de melhorar suas vidas. Mas quero que seja a longo prazo", declarou o dono da safira, que acrescentou que também gostaria de colaborar com o desenvolvimento da indústria do Sri Lanka.
O proprietário pensou a princípio em exibir a pedra durante um tempo para que os cingaleses pudessem admirá-la, mas a possibilidade de roubo o levou a descartar essa opção.
Para a venda da safira, o dono está criando um site onde receberrá ofertas, que espera que alcancem "US$ 300 milhões", um valor que segundo ele se baseia na fama mundial da pedra e em estimativas dentro deste mercado
Esta pedra conta com uma certidão de 1.404,49 quilates emitida pelo Instituto Gemológico de Colombo. O gemólogo Ashan Amarasinghe, que trabalha para este órgão, confirmou à Agência Efe que esta é a "maior safira azul estrela documentada do mundo".
"Não podemos especular seu valor real, porque é uma peça única e por não existir outra que possa ser comparada. Além disso, o preço de uma pedra é determinado por muitos fatores como o seguro, que pode fazer com que ele duplique ou triplique", explicou o gemólogo.
O diretor da Autoridade Nacional de Gemas e Joias do Sri Lanka, K.L.D. Dayasagarage, foi mais um a afirmar que se trata da maior safira conhecida, superando a até agora considerada de maior tamanho, de 1.395 quilates, e que também está no país insular.
A história da agora conhecida como maior safira do mundo começou há poucos meses na cidade de Ratnapura, um lugar sinônimo de pedras preciosas, onde seu dono atual a comprou de um marchand por um preço que não quis revelar.
"Estava no processo de abrir uma joalheria, por isso buscava gemas para abastecê-la. Foi então que encontrei esta peça. Com minha experiência, sabia que podia alcançar um grande valor internacional com a publicidade adequada, por isso paguei um alto preço para adquiri-la", relatou.
O proprietário batizou a safira como "A estrela de Adão".
Segundo uma crença muçulmana, Adão foi enviado ao Sri Lanka após ser expulso do Paraíso por morder a maçã proibida. Lá, o primeiro homem chorou arrependido, implorando a Deus por seu perdão. Essas lágrimas se transformaram nas gemas que estão no país.
O Sri Lanka é conhecido por suas abundantes pedras preciosas, especialmente safiras azuis, embora também conte com variações rosa, amarela, violeta, branca, verde e laranja. Somadas, suas exportações dessas pedras em 2014 foram de US$ 381,2 milhões

Nenhum comentário:

Postar um comentário