Seguidores

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Empresas planejam minerar a lua e outros pontos do espaço nos próximos anos

Empresas planejam minerar a lua e outros pontos do espaço nos próximos anos


A primeira operação de mineração privada na lua está programada para começar em 2020, quando uma embarcação enviada pela empresa Moon Express, da Flórida, nos EUA, transportará uma única porção de terra e pedras lunares de volta à Terra. Os proprietários desta empresa privada pretendem fazer algo bem diferente dos três governos que lideraram as missões lunares feitas até hoje – os Estados Unidos, a União Soviética e a China: eles planejam vender o que trouxerem de lá.
“Se tornará instantaneamente o material mais valioso e mais escasso da Terra”, diz Bob Richards, CEO da Moon Express. “Vamos disponibilizar algumas à pesquisa científica. Mas também planejamos a comoditizar nós mesmos”, avisa. A Moon Express está se preparando para se tornar a primeira empresa a transportar um ativo comercial do espaço de volta à Terra. Mas não está sozinha.
Várias startups ambiciosas estão desenvolvendo planos para lançar operações de mineração na lua e em asteróides, com as primeiras missões de teste previstas para ser iniciadas nos próximos anos e operações mais robustas dentro de uma década. A China é uma peça-chave neste desenvolvimento, juntamente com um pequeno e improvável país europeu: o Grão-Ducado de Luxemburgo.
Quem está investindo na conquista destes mercados celestiais estão sendo atraídos pela brilhante riqueza que pode esperá-los no espaço. “Acreditamos que os primeiros trilionários serão feitos com recursos espaciais”, diz Richards.
Fonte: Hypescience

Nenhum comentário:

Postar um comentário