Seguidores

quinta-feira, 20 de julho de 2017

As gemas usadas na fabricação de joias

As gemas usadas na fabricação de joias

As gemas usadas na fabricação de joias apresentam características como cor, brilho, raridade e dureza. As pedras preciosas frágeis ou de dureza baixa, ainda que belas, não podem ser aproveitadas para esse fim. Ao adquirir uma joia, é importante saber o significado das diversas denominações atribuídas às gemas.
Em joalheria, gemas naturais são as pedras formadas inteiramente pela natureza, sem interferência do homem. As gemas naturais podem ser orgânicas: têm origem vegetal ou animal (coral, âmbar e pérola) ou inorgânicas: surgem a partir de rochas ou minerais (esmeralda, ametista, safira, diamante).
As gemas sintéticas não são uma imitação das gemas naturais. Elas mantêm as mesmas propriedades físico-químicas e estrutura cristalina, no entanto são materiais cristalizados fabricados pelo homem a partir de diferentes técnicas.
Isso explica porque é tão difícil diferenciar o rubi ou o lápis-lazúli natural daqueles produzidos em laboratório. Há pedras preciosas que ainda não podem ser sintetizadas como água-marinha, turmalina e granada.
O processo de produção de uma gema sintética pode demorar de seis a doze meses, por isso, chegam a valer tanto quanto as gemas naturais.

Tratamentos de laboratório
As gemas artificiais são produtos criados e fabricados pelo homem, não havendo um produto correspondente na natureza. Um exemplo é a zircônia cúbica.
As gemas compostas são formadas por duas ou mais partes unidas normalmente pelo método de cimentação. Seus componentes podem ser gemas naturais, sintéticas, artificiais e vidro.
As gemas revestidas recebem uma fina camada em sua superfície de elementos iguais ou não à sua composição química podendo ser coloridos ou não. A cristalização é um dos métodos empregados para a junção das pedras.
As gemas reconstituídas são produzidas em laboratório mediante fusão parcial ou aglomeração de fragmentos de gemas.
As gemas simulantes são gemas (naturais, artificiais ou sintéticas) que simulam gemas naturais de maior valor ou mais conhecidas. Simulam o diamante, o zircão, o berilo e a safira incolor e a zircônia cúbica. O espinélio vermelho é simulante do rubi e a turmalina verde simula a esmeralda.
A gema tratada é aquela em que a cor ou outra propriedade foi modificada para acrescentar mais valor.
A gema realçada é aquela que teve uma de suas propriedades, geralmente a cor, melhorada artificialmente.
A pérola cultivada é uma gema de origem orgânica produzida pela natureza com intervenção parcial do homem.
O termo brilhante, sem qualquer descrição adicional do material, deve ser somente aplicado para diamantes redondos, em lapidação brilhante.
As imitações são produtos que imitam gemas naturais ou sintéticas. Esses produtos de fantasia são fabricados no intuito de reproduzir o efeito óptico, a cor e/ou a aparência das gemas naturais ou sintéticas, sem possuir suas propriedades físicas, químicas ou sua estrutura cristalina.

Joias br

Nenhum comentário:

Postar um comentário