Seguidores

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Quatro dicas para o empreendedor que está buscando adquirir um negócio  

Quatro dicas para o empreendedor que está buscando adquirir um negócio  

Quatro dicas para o empreendedor que está buscando adquirir um negócio    
Faça uma boa análise do setor e invista em tendências, não em modismos

Adquirir uma empresa que já existe e que tem uma história por trás de sua marca requer muito cuidado. Nos últimos anos, realizei diversas aquisições nos mais diversos setores, como alimentação saudável, artigos esportivos e, mais recentemente, das redes de ensino de idiomas Wise Up e Number One.
Constantemente, sou questionado por empreendedores e por jornalistas sobre quais são os fatores que considero importante analisar antes de realizar uma aquisição. Foi por isso que escrevi um capítulo exclusivamente sobre esse tema em meu recém lançado livro Do Zero ao Milhão.
Diariamente sou procurado por empresários que querem vender aquilo que consideram ótimo negócio, um produto inovador ou um serviço diferenciado. Depois de um estudo detalhado, consigo distinguir se se trata de uma empresa com potencial de crescimento, se o negócio pode conquistar o mercado em larga escala ou se trata de um negócio com potencial limitado. Seguem quatro dicas que entendo fundamentais para quem está buscando adquirir um negócio.
Faça uma boa análise do setor: tenho como hábito avaliar a fundo um determinado setor que acredito ser interessante. Estudo suas características e particularidades, procuro entender sua dimensão, os maiores obstáculos, entre outros fatores. No caso específico da aquisição da Number One, por exemplo, além da minha paixão pela área do ensino e a experiência acumulada em 30 anos em sala de aula, treinando professores, desenvolvendo metodologias e tecnologias voltadas ao ensino, o potencial de crescimento foi decisivo.
Minha identificação pessoal com esse segmento foi fundamental nessa decisão. Além disso, pesquisas de mercado apontam que o setor de educação bilíngue tem um grande potencial de crescimento, principalmente, se levarmos em consideração que 90% das pessoas têm interesse em aprender um segundo idioma, mas apenas 2% a 3% dos brasileiros são fluentes em inglês. Há muito espaço para crescer.
Identifique sinergias com seus outros negócios: para quem já tem outras empresas, encontrar um negócio que tenha sinergia com seus empreendimentos atuais pode ser um grande motivador para que você assine o cheque. As razões são claras: se uma empresa pode se tornar cliente da outra, compartilhar parceiros, fornecedores e clientes, o potencial de ganho aumenta muito. Procuro sempre investir em negócios que estejam associadas ao contexto de bem-estar, educação, esporte e qualidade de vida. São várias as sinergias entre essas empresas.
Invista em tendências, não em modismos: o mercado está cheio de modismos e a minha recomendação é que você não embarque nessa. Embora exista a promessa de ganhos imediatos, são negócios que não se sustentam no longo prazo. Ao avaliar um negócio, sempre observo seu potencial de expansão e se ele se encaixa em uma tendência global. Certa vez fui procurado por um empresário do ramo de paletas mexicanas, que procurava por investidores. Entendemos que se tratava apenas de um modismo e que, tão logo as paletas deixassem de ser novidade, cairiam no esquecimento do consumidor. Foi o que aconteceu!
Faça uma análise aprofundada do passado da empresa: analisar o histórico de crescimento dos últimos cinco anos é importantíssimo para entender se a empresa tem o potencial de crescimento esperado. Além disso, esteja atento à saúde fiscal da empresa negociada, conferindo se ela está em dia com suas obrigações tributarias, fiscais, trabalhistas. Deixei de fazer algumas aquisições ao descobrir o tamanho do passivo de algumas empresas. Ninguém quer encontrar defuntos escondidos debaixo da cama.
Fonte: Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário