Seguidores

domingo, 13 de agosto de 2017

Cristais que mudam de cor

Cristais que mudam de cor


Cristais que mudam de cor
Pedras preciosas possuem várias qualidades ópticas interessantes, que as tornam ótimas para adorno (steine image by Elisabeth Klein from Fotolia.com)
Pedras preciosas que apresentam efeitos ópticos incomuns são conhecidas como gemas fenomenais. Temos como exemplo: pedra da lua, opala e labradorita. Enquanto algumas pedras são classificadas como fenomenais por causa da sua iridescência ou efeitos brilhantes, algumas são avaliadas por sua capacidade de mudar de cor sob luz diferente. Isso acontece por causa de várias reações que ocorrem naturalmente na gema.

Granada azul

Para cada 1.000 pedras preciosas descobertas, uma será uma granada azul cristalizada. Porque ela é naturalmente azul, a pedra absorve sombreamento azul de iluminação fluorescente, fazendo-a parecer azul escuro. A cor fica roxa sob iluminação incandescente. A mudança de cor é devido a pequenas quantidades de cromo e vanádio, minerais que absorvem todas as cores, exceto azul ou roxo. A pedra preciosa reflete uma determinada cor, porque ela não absorve essa cor no espectro de luz. Por exemplo, uma granada azul vai absorver todas as cores do espectro de luz, exceto a azul, o que a faz refletir essa cor.
Cristais que mudam de cor
A granada azul, só é azul sob iluminação florescente. Sob iluminação incandescente ela fica roxa (Jeffrey Hamilton/Photodisc/Getty Images)

Safira

Safiras são mais conhecidas por sua coloração azul, mas elas também vêm em tons de vermelho e amarelo. Como a granada azul, a safira azul parece rejuvenescida sob iluminação fluorescente. A cor azul desaparece em iluminação incandescente, mas as cores amarelo e vermelho em safiras são destacadas. Isto é devido ao tom quente da iluminação incandescente. As safiras amarelas e vermelhas emitem as cores quentes refletidas a partir da luz.
Cristais que mudam de cor
Safiras são mais conhecidas por sua coloração azul, mas elas também vêm em tons de vermelho e amarelo (Zedcor Wholly Owned/PhotoObjects.net/Getty Images)

Alexandrita

A Alexandrita é nomeada assim por causa do ex-czar da Rússia e foi encontrada pela primeira vez nos Montes Urais. Ela têm a qualidade de mudança de cor mais óbvia de todas as pedras preciosas. Enquanto em iluminação fluorescente e à luz do dia a cor da Alexandrita seja um verde-mar claro, em uma lâmpada incandescente ela fica roxa. As reflexões quentes da iluminação incandescente aparecem violeta, e não diminuem o verde claro.
Cristais que mudam de cor
Enquanto em iluminação fluorescente e à luz do dia, a cor da Alexandrita seja um verde-mar claro, em uma lâmpada incandescente, ela fica roxa (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

Turmalina

Ao contrário das pedras preciosas que mudam de cor apenas em uma iluminação especifica, a turmalina pode realmente ter duas cores diferentes. Isso ocorre por causa da sua composição mineral. Enquanto a maioria das pedras são cristalizadas a partir de um mineral específico, a turmalina pode crescer a partir de vários, incluindo ferro, cromo, vanádio e manganês. É mais comum achar turmalina com a mistura das cores rosa e verde, que são cristalizadas a partir de ferro e manganês.
Cristais que mudam de cor
É mais comum achar turmalina com a mistura das cores rosa e verde, que são cristalizadas a partir de ferro e manganês (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

Fonte:  BOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário