Seguidores

sábado, 21 de julho de 2018

No Brasil, minas da cidade de Pedro II de Opala

No Brasil, minas da cidade de Pedro II são as únicas onde se pode encontrar a pedra








Joias feitas com opala são vendidas na Fenearte (Foto: Penélope Araújo/G1) Joias feitas com opala são vendidas na Fenearte (Foto: Penélope Araújo/G1)
Joias feitas com opala são vendidas na Fenearte (Foto: Penélope Araújo/G1)
Entre os estantes da 19ª Feira Nacional de Negócios do Artesanato (Fenearte), é fácil encontrar joias feitas com opala. No entanto, a pedra é considerada rara por designers de joias: eles contam que o Piauí é o único estado do Brasil onde ela pode ser encontrada. “Fora daqui, só na Austrália. As minas de opala são uma riqueza nossa”, comenta a artesã Eliane Barros.
A opala é uma pedra semipreciosa que é utilizada para adornar joias, como brincos, anéis, pingentes e pulseiras. A extração das gemas acontece na cidade de Pedro II, no interior do Piauí, onde ficam as minas. Após serem extraídas por garimpeiros, as opalas passam por um processo de lapidação – e só depois disso é que podem ser utilizadas em acessórios.

Eliane Barros lembra valor das minas de opala no Piauí: 'São uma riqueza nossa' (Foto: Penélope Araújo/G1) Eliane Barros lembra valor das minas de opala no Piauí: 'São uma riqueza nossa' (Foto: Penélope Araújo/G1)
Eliane Barros lembra valor das minas de opala no Piauí: 'São uma riqueza nossa' (Foto: Penélope Araújo/G1)
Eliane é uma das designers de joias que vendem acessórios da pedra semipreciosa na Fenearte. Suas peças são feitas com diversos tipos de opala: desde as mais tradicionais, como as azuladas e os mosaicos, até as de cor mais clara, como branco e ‘furta-cor’. “São milhões de anos para formar essas pedras. Por isso, são tão delicadas e bonitas”, detalha a artesã.
Para Vilma Araújo, que trabalha com joias desde 2003 e também expõe na Fenearte, não é difícil criar produtos com as pedras. “Compramos as opalas já lapidadas e fazemos o design. Daí cada pessoa produz do seu jeito. Eu, por exemplo, uso prata para complementar os acessórios”, explica.
As joias estão à venda no estande do Piauí na Fenearte, custando entre R$ 25 e R$ 600, dependendo do tipo e do tamanho de opala utilizada para produzir a peça.

'Mosaicos' de opala são tradicionais nas joias com a pedra semipreciosa, na Fenearte (Foto: Penélope Araújo/G1) 'Mosaicos' de opala são tradicionais nas joias com a pedra semipreciosa, na Fenearte (Foto: Penélope Araújo/G1)
'Mosaicos' de opala são tradicionais nas joias com a pedra semipreciosa, na Fenearte (Foto: Penélope Araújo/

Fonte: G1




Nenhum comentário:

Postar um comentário