Seguidores

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

É hora de comprar Petrobras, indica Itaú BBA

É hora de comprar Petrobras, indica Itaú BBA

- 02/08/2018 - 13:02
O Itaú BBA retirou as ações da Vale (VALE3) para inserir em seu lugar as da Petrobras (PETR4) em seu portfólio Top 5.
A equipe de análise ressalta que a mineradora entrou na carteira em 17 de julho levando em consideração o preço da ação naquele momento, a perspectiva positiva de bons resultados ao longo do ano e um cenário de câmbio mais desvalorizado que beneficia os resultados da companhia. A alta foi de 8,2%.
“Continuamos otimistas com a tese de investimentos de VALE3, mas aproveitamos a ocasião para embolsar os ganhos e aumentar a exposição na economia doméstica. Com isso, aumentamos levemente o Beta da carteira de 1,05 para 1,08, dado o movimento de melhora dos mercados em geral, em especial o Ibovespa que saiu dos 69 mil pontos e agora negocia na casa dos 80 mil pontos”, ressalta a análise.
Petrobras
O Itaú BBA lembra que a estatal sofreu forte queda de quase 50% nos preços entre sua máxima atingida em maio e sua mínima atingida em junho. “Apesar da incerteza sobre a continuidade da política de preços da companhia, nosso cenário base é que será retomada assim que o congelamento de preços terminar. Vemos potencial de alta para nosso valor justo de R$ 27”, pontua.
De acordo com a avaliação, passada a forte volatilidade dos últimos meses, acreditamos ser uma boa hora de entrar na ação. A carteira Top 5 conta ainda com as ações da Minerva (BEEF3), Estácio (ESTC3), Gerdau (GGBR4) e Valid (VLID3).
Resultado
A Petrobras deve apresentar um resultado considerado forte pelos analistas na sexta-feira (3), antes da abertura do mercado. O lucro líquido, de acordo com o consenso colhido pela agência Bloomberg, deve saltar dos R$ 316 milhões de um ano atrás para R$ 7,274 bilhões no segundo trimestre de 2018. É um crescimento expressivo de 109% também para o resultado positivo de R$ 3,466 bilhões do primeiro trimestre.
O Itaú BBA estima resultados sólidos, principalmente pelos fortes preços do petróleo no trimestre (média de US$ 74,6).

Nenhum comentário:

Postar um comentário