Seguidores

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Diamante azul de US$ 10 milhões é encontrado na África do Sul

Diamante azul de US$ 10 milhões é encontrado na África do Sul

Um diamante azul super-raro foi encontrado na mina de Cullinan, na África do Sul, pela mineradora Petra Diamonds. A pedra de 25,5 quilates pesa 5,1 gramas e vale US$ 10 milhões. O nome da mina faz referência ao maior diamante já encontrado lá, com seus 621 gramas (ou 3.106 quilates).
Para que você entenda melhor, a unidade quilate, muito usada quando o assunto é joias ou pedras preciosas, indica peso. Um quilate equivale a 0,2 grama.
Diamantes são pedras formadas naturalmente, nas profundezas da terra, a partir do carbono. Seu valor se dá pela raridade dessas gemas preciosas, mas há, no entanto, alguns níveis de diamantes mais caros do que outros, respeitando padrões de brilho, cor, lapidação e pureza.

Um diamante é para sempre

Fonte da imagem: Reprodução/PetraDiamonds
Esse tipo de pedra ficou popular quando a De Beers Consolidated Mines Ltd., líder no mercado, lançou a campanha publicitária que selava a união de diamantes e noivados. A propaganda, veiculada em 1947, dizia: “Um diamante é para sempre”. E, a partir daí, várias culturas adotaram o anel de diamantes como oficial para o pedido de noivado, mesmo sendo esse um dos presentes mais caros.
Quando Marilyn Monroe, uma das mulheres mais bonitas e poderosas de todos os tempos, cantou a música “Diamonds are a girl’s best friend” – Diamantes são os melhores amigos de uma garota –, durante o filme “Gentleman prefer blondes”, em 1953, a relação entre diamantes e mulheres ficou ainda mais íntima. Assista ao vídeo a seguir:

Nenhum comentário:

Postar um comentário