Seguidores

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Minério de ferro irá ficar mais forte que o esperado no 2º semestre, avalia Citi

Minério de ferro irá ficar mais forte que o esperado no 2º semestre, avalia Citi


Os preços do minério de ferro podem surpreender o mercado no segundo semestre, quando parte dos investidores acredita em uma forte desaceleração do valor da commodity, avalia o Citi em um relatório assinado pelo analista Alexander Hacking. O banco reitera a recomendação de compra das ações da Vale (SA:VALE5) após o relatório de produção divulgado na semana passada e diz esperar que o preço do minério de ferro permaneça mais forte que o esperado no segundo semestre de 2017. O preço-alvo de R$ 44,80 às ações foi mantido, o que sugere um potencial de valorização de 64%.
“O preço atual das ações incorpora um minério de ferro a aproximadamente US$ 50 a tonelada versus o preço no mercado a vista de US$ 60 a tonelada”, calcula Hacking. Segundo ele, os investidores talvez estejam subestimando o potencial de crescimento da Vale em relação às empresas pares que já completaram suas expansões.
A produção de minério de ferro da Vale no primeiro trimestre chegou a 86,2 milhões de toneladas, aumento de 11,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo a companhia, esse volume representa um recorde de produção para um primeiro trimestre. Em relação ao último trimestre de 2016 a produção caiu 6,7%, queda explicada especialmente pela sazonalidade climática.
Fonte: Money Times

Nenhum comentário:

Postar um comentário