Seguidores

domingo, 11 de junho de 2017

Como Funciona uma Mina de Diamantes?

Como Funciona uma Mina de Diamantes?

A mineração de diamantes é um feito que requer precisão, cuidado e trabalho duro. O processo consiste em localizar possíveis depósitos e em realizar a recuperação na forma intacta. Negócio rentável à demanda desde os tempos antigos.


A mineração de diamantes consiste no processo de extração de minério a partir de vários locais considerados ricos de pedras do gênero. Determinados por geólogos ganham compreensão da gênese após longos anos de estudo e preparo.
Na geologia diamantes são gemas transparentes ou cristais compostos de carbono. Um fato interessante é que consiste no objeto mais duro encontrado na Terra. A criação requer alta temperatura e pressão de tal forma que possa ser forjado apenas dentro do fogo da terra, por exemplo, cerca de 90 milhas abaixo da superfície.
Todos os diamantes naturais são formados e cristalizados dentro do núcleo da terra, ao longo de milhões de anos. À medida que o planeta é fundido e arrefecido se formaram crostas, atividade vulcânica e magma que empurram as pedras preciosas para a superfície através de erupções vulcânicas.
Com o tempo os túneis de fluxo de magma se solidificam para formar rochas enriquecidas com diamantes. Encontrados em grandes quantidades, dentro de vulcões extintos ou vivos que possuem minas.
As regiões são formadas a partir de atividades vulcânicas anteriores, ricas em depoimentos de diamante. Processos de mineração variam de acordo com a natureza, estrutura do minério e conforme a posição da gema em particular a ser extraída.
Eles podem estar em um depósito secundário como o leito de rio ou enterrado no fundo do tubo vulcânico solidificado. Dependendo dos fatores existem dois principais processos chamados: Cachimbo e garimpo.
Como Funciona
Como Funciona
Cachimbo é a mineração que extrai os minérios a partir de tubos vulcânicos solidificados. O magma solidificado, rocha ígnea azulada, é chamado de kimberlito.
Estes tubos surgem nas bocas de crateras vulcânicas mortas.  Apenas um tipo de rocha ígnea tem diamantes. Podem ocorrer em diferentes combinações químicas.
Normalmente essas crateras vulcânicas mortas enchem com água e formam lagos. Então, a mineração nas rochas ígneas acontece por esforço  em baixo da água. Em geral a área é grande e os garimpeiros precisam cobrir lotes de terreno.
Não se pode ignorar o fato de que toneladas de sujeira precisam ser escavadas antes de se encontrar um minério de diamante!  As composições ricas são extraídas depois de perfuradas até que o minério seja encontrado e extraído.

O minério é então enviado a uma refinaria em separado onde é quebrado com cuidado com ferramentas de precisão e diamante polido. Vale ressaltar que há certos depósitos secundários criados por erosão da camada superior do solo a partir de sítios vulcânicas.
Com o passar do tempo esses minérios de diamantes ficam depositados e incorporados no fundo do mar e rio. Para extrair, um disjuntor de areia ou represa artificial é criada para manter a água de volta.
Em seguida, o mar ou leito do rio é escavado de modo manual ou mecânico, retirando minérios que são enviados à refinaria para a extração. Assim mineração de diamantes é um trabalho que exige a retirada de montes para conquistar quaisquer chances de sucesso. O processo utiliza enormes máquinas de extração que tem de ser personalizadas e construídas de acordo com a topografia do local de mineração.

Diamantes: Da Mina às Lojas

Encontrar os diamantes em bruto é apenas o primeiro passo. Depois de extraídas e processadas às rochas kimberlito e os cristais irregulares são ordenados e classificados de acordo com tamanho, forma, cor e outras características. A partir do ponto, um diamante pode seguir alguns certos caminhos.
A rota mais comum é através dos canais da De Beers ou outros mineiros importantes, como Rio Tinto (Austrália) e BHP Billiton (Canadá). Muitas pessoas estão familiarizadas com a De Beers, em principal por causa dos anúncios, comerciais e o lema: “Um diamante é para sempre”.
Por sua parte os pequenos fabricantes cortam os diamantes em bruto e vendem as pedras polidas aos fabricantes de joias ou atacadistas (que, em seguida traz vendas para os principais varejistas).
Na rota menos comum desde a mina até o mercado alguns mineiros independentes optam por não vender a produção ao grupos. Em vez disso oferecem de modo direto a outros compradores mundiais, que por sua vez podem escolher cortar, vender ou passar dentro da indústria. Com a ascensão moderna de vendas on-line, diamantes e joias com diamantes também já encontraram o caminho à internet com facilidade de pagamento. Basta colocar os números do cartão e esperar a joia chegar na própria residência.
Considerado um dos itens mais valiosos do mundo devido à escassez e uso com material de artesanato. Ferramentas feitas do minério são as mais duráveis. Interessante notar que apenas as picaretas de diamantes podem extrair a obsidiana, um tipo de vidro vulcânico.

Mina de Diamantes na Angola

Catoca é a quarta maior mina de diamante do mundo e está localizada em Angola.  Propriedade de consórcio de interesse de mineradoras internacionais, incluindo a Endiama (empresa estatal de mineração de Angola), Alrosa da Rússia (32,8%) e Odebrecht do Brasil (16,4%).
A mina teve produção de 1,8 milhões de quilates (360 kg) em 2000 e 2,6 milhões de quilates (520 kg) no ano de 2001. Os proprietários extraíram cerca de cinco milhões de quilates (1.000 kg) em 2005.
Produção da mina é de 35% de qualidade gema, em comparação com uma média global de 20%. Por isso que diamantes produzidos em Catoca tem um valor médio de US$ 75 a US$ 100 dólares por quilate. Reservas estimadas possuem 60 milhões de quilates (12.000 kg).
Os diamantes da Sociedade Mineira de Catoca lideraram as vendas de 2009, em termos mundiais, com um lucro líquido de 70 milhões de dólares americano. A informação está contida em relatório anual da empresa, lançado em setembro de 2011.

.

Segundo a fonte, as vendas atingiram 7.050.521 quilates, à taxa média de 62,23 dólares dos EUA, um volume que representou cerca de 80 por cento da quantidade vendida pelas empresas de diamantes em todo o país. A nota indica que, como resultado do processamento do minério, a empresa obteve um total de 7,5 milhões de quilates, o que permitiu estabelecer os custos operacionais.nsparentes ou cristais compostos de carbono. Um fato interessante é que consiste no objeto mais duro encontrado na Terra. A criação requer alta temperatura e pressão de tal forma que possa ser forjado apenas dentro do fogo da terra, por exemplo, cerca de 90 milhas abaixo da superfície.

Nenhum comentário:

Postar um comentário