Seguidores

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Controvérsia: a cratera de Popigai tem a maior reserva de diamantes do mundo?

Controvérsia: a cratera de Popigai tem a maior reserva de diamantes do  mundo?
   


Popigai é uma cratera de impacto de meteorito listada entre as mais famosas do  mundo. Ela se localiza a 880 km de Norilsk, outra estrutura de impacto famosa.  Popigai tem 100 km de diâmetro é a sétima maior cratera em tamanho.
O impacto ocorreu a 35 milhões de anos, no Eoceno, quando um meteorito  condrítico de 8km de diâmetro se chocou contra o solo causando uma enorme  devastação.
O mais interessante é que este astroblema é tido como o maior depósito de  diamantes do mundo.


Propigai cratera
Cratera de Popigai com 100km de diâmetro

Muitos cientistas Russos afirmam que lá existem trilhões de quilates de  diamantes um número quase inimaginável em se tratando de um mineral raro como o  diamante.
O diamante de Popigai já foi explorado no passado por prisioneiros dos Gulags  durante a época de Stalin e é cercado de mistérios e de controvérsias.
O diamante de Popigai foi formado no impacto do meteorito sobre um  granada-grafita-gnaisse Arqueano, rocha metamórfica que aflora regionalmente na  área e apresenta extensas evidências de impacto como shatter-cones, coesita,  stishovita e outras variedades de quartzo de altíssima pressão.



geologia Propigai
Geologia da cratera de  Popigai mostrando a área de influência dos tagamitos, brechas e ejectas

A pressão e temperatura geradas no impacto foram extraordinárias possivelmente  excedendo aquelas necessárias à formação do diamante, na zona do impacto.  Calcula-se que a energia liberada foi equivalente a milhões de artefatos  nucleares o que causou a fusão de 1.750 quilômetros cúbicos de rocha. Essa rocha  fundida é encontrada na área, 35 milhões de anos após o impacto, e é chamada de  tagamito.
O impacto, a uns doze quilômetros de distância do centro, transformou a grafita  dos gnaisses em diamantes. Esta transformação não ocorreu em toda a área  afetada, mas apenas na região cujas condições de P e T foram compatíveis com a  transformação da grafita em diamante. Mesmo com essas restrições um grande  volume de diamantes foi formado e, possivelmente, Popigai deve conter o maior  volume de diamantes do mundo como os Russos apregoam.
Infelizmente as condições para a formação do diamante não foram duradouras. Tudo  ocorreu em um tempo bastante pequeno o que não foi o suficiente para que o  diamante pudesse crescer e atingir tamanho e qualidade que caracterizam as gemas  de grande valor econômico. Estudos geoquímicos mostram que o agente controlador  da formação de diamantes nos tagamitos era a água e não necessariamente a  grafita. Quanto menor a quantidade de água na rocha maior a chance de formação  do diamante.
Os russos, ufanistas, imaginavam que Popigai iria mudar completamente o cenário  mundial do diamante e tentaram manter a informação sob segredo, desde as  primeiras expedições científicas em 1970.
A maioria dos diamantes ainda tem o formato dos flocos de grafita e são muito  pequenos, abaixo de dois milímetros de diâmetro, sendo classificados como micro  diamantes.
Bons para abrasivos, mas não para a joalheria.
Os diamantes de Popigai tem características distintas dos demais sendo mais  duros e com uma cristalografia própria como os hexagonais (lonsdaleita)  descritos em meteoritos

Nenhum comentário:

Postar um comentário